NÍSIA FLORESTA - EX-CONTRATADOS VÃO AO PLENÁRIO DA CÂMARA COMO FORMA DE PROTESTO E VEREADORES DIZEM QUE FORAM OBRIGADOS A VOTAR PARA QUE HOUVESSE O CONCURSO.

                             
Ontem (24), aconteceu mais uma sessão na Câmara Municipal de Nísia Floresta, um fato inusitado aconteceu, ex-contratados do Prefeito Daniel Marinho estiveram na casa, como forma de protesto pela exoneração mediante a nomeação dos concursados aproados no último concurso, ato que ocorreu após uma decisão ministerial, com penas e multas caso haja o descumprimento.
A atitude não teria sido nada demais, se não tivesse acontecido o que ocorreu, foi preciso a vereadora e Presidente, Polyana Dias pedir ordem no recinto para que os manifestantes deixassem os vereadores fazerem uso da palavra.
                            
E como forma de responderem os anseios dos que ali estavam disseram: “Votamos no concurso porque fomos obrigados.”
                            
Já os vereadores de primeiro mandato, ao usarem o poder da fala disseram: “Não temos nada o que fazer, pois não estávamos aqui quando isso ocorreu.”
                           
Atacado pelos manifestantes, o vereador Eugênio Gondim disparou: “Vocês precisam cobrar uma resposta do prefeito de vocês, pois ele estava aqui nesta casa como vereador e também votou a favor do concurso. Sou homem de palavra, o que digo, digo para que todos ouçam. Nunca fui ao Ministério Público pedir em favor de concursado, pelo contrário, sempre alertei, inclusive ao atual prefeito sobre o que estava para acontecer em Nísia Floresta, pedindo inclusive, turmas de aula para preparar o povo de Nísia Floresta, pois sabia que o concurso iria abrir um leque para as demais cidades do Rio Grande do Norte. O vereador ainda destaca os cargos comissionados que foram criados no município e aprovado por aquela casa, que ao invés de contratarem gerentes em exceção, contratem o povo humilde de Nísia Floresta.”
                              
Por várias vezes o vereador recebeu interrupção em sua fala, mas disse ainda: “Não torço que Nísia Floresta não avance, não pensem assim, o que estiver ao meu alcance para poder defender a minha cidade assim farei. Relembra nesse momento, do projeto de Lei que trata da doação de um terreno para UNIFACEX na cidade, onde ele diz que existe uma Lei que determina que 70% do funcionário deveria ser de Nísia Floresta, coisa que não foi avaliada pela atual gestão.” Finalizou
                               
O vereador Marcão questionou sobre um candidato aprovado no concurso sendo da comunidade de campo de Santana. Segundo o vereador, o menino está trabalhando na mazapas, ainda segundo o vereador fez um visita in loco e constatou que existe a vaga para o cargo que o mesmo foi aprovado na comunidade de campo de Santana, mas mesmo assim ele está em mazapas. O que caracteriza, segundo o vereador uma forma do Executivo pressionar para que os candidatos desistam.
                               
Nesse momento foi aparteado pelo o vereador Jorge Januário que deu uma aula de história no plenário da casa, falando sobre a Revolução Industrial que teve como palco a Inglaterra, com isso demonstrando que a cidade de Nísia estava despreparada para receber o concurso, se congratulando com o vereador Eugênio Gondim pelas suas colocações.
                               
A vereadora Leyla Emiliano também usou da palavra e disse: “Eu queria saber se a Rosa, ou Marize tivesse ganho se a situação não estaria sendo a mesma.”
                            
Já o vereador Zé Nilton disse que tem dias que chora, juntamente com pais de famílias que veem perdendo seu empregos e torce para que a facex chegue para que possa amenizar o sofrimento do povo nisiaflorestense.
                            
A Presidente agradece aos presentes e diz que se solidariza com cada um dos que ali estão, e relembra de sua história que seus pais sempre viveram do comercio e um dia foi preciso baixar as portas, mas ela com sabedoria foi vender pastel de R$ 0,10 (Dez Centavos), e conseguia manter a casa, relembra ainda: Minha casa foi construída com dinheiro de pastel. Lutem, tenham coragem, vendam pastel, vendam roupas, não desistam, certamente Deus irá trazer dias melhores pra nós.
Fonte: karlosilva

Comentários