ESTUDANTES DO RN DESENVOLVEM MADEIRA ECOLÓGICA E GANHAM PRÊMIO NOS EUA

                       Os estudantes Marcelo e Beatriz ganham prêmio por criação de madeira ecológica.
Meio ambiente e sustentabilidade são duas das grandes preocupações dos dias de hoje. Diminuir o desmatamento, então, é essencial para garantir o futuro das próximas gerações.
Para resolver este problema e aproveitar o descarte de sabugo e palhas de milho no Brasil, os estudantes de ensino médio Beatriz Dantas e Marcelo Ramalho, da cidade de Baraúnas-RN, criaram madeira a partir do material reutilizado.
O projeto começou na Feira de Ciências da Escola Estadual João Abreu, escola onde estudam, com orientação da professora Priscilla Gurgel. Daí, eles tiveram a oportunidade de levar o projeto à Universidade Rural do Semi Árido (UFERSA), onde foram selecionados para a Feira Brasileira de Ciência e Tecnologia (Febrace).
E da feira, Beatriz e Marcelo literalmente conquistaram o mundo. Os estudantes foram escolhidos para fazer parte da delegação brasileira que participou da Intel ISEF, maior feira de ciências e tecnologia do mundo.
Para se ter uma ideia, o evento com a participação de 1700 estudantes de 78 países e ocorreu entre os dias 15 e 19 de maio.
Os dois adolescentes do semi-árido brasileiro se destacaram e foram premiados com US$ 3 mil pelo projeto de madeira ecológica.
Ao portal G1, a professora Priscilla Gurgel disse:
“Eu já sabia que um dia eles entrariam na universidade. São jovens da zona rural, moram num local afastado da cidade, mas em nenhum momento pensaram em desistir do projeto. São alunos maravilhosos e perseverantes. A ideia foi deles, o protagonismo é todo deles. Meu único papel foi abrir os caminhos para que eles fizessem o que já sabiam fazer”

Para conhecer mais da história dos estudantes, você pode ler essa matéria completa do G1/RN. Abaixo, o vídeo em que Marcelo e Beatriz explicam detalhes do projeto.

Fonte: apartamento702

Comentários