CARTA DO 1º ENCONTRO REGIONAL DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS SUDESTE E CENTRO-OESTE

CARTA DO 1º ENCONTRO REGIONAL DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS SUDESTE E CENTRO-OESTE

Valadares, 04 de junho de 2016.

Nós mulheres do Movimento de Mulheres Camponesas reunidas no 1º Encontro das regiões do Sudeste, Centro-Oeste e Estado da Bahia no município de Governador Valadares-MG, queremos publicamente nos manifestar frente ao atentado a nossos direitos e a democracia.

Nosso país foi tomado de forma golpista por grupos que historicamente fizeram do nosso país e de seus bens, fruto de acumulo de riquezas, controlando os grandes meios de comunicações que dominam grande parte dos poderes da República. Mantiveram por décadas sob jugo todo um povo lutador e trabalhador. Este não saciado sua ganância, derruba de forma ilegítima sua presidenta eleita por voto popular. Impõem sua agenda de desconstruir todos os programas e políticas que no último período construímos com lutas, ações e pautas de negociações junto ao governo federal.

Está em curso a dilapidação do nosso patrimônio público como políticas econômicas e sociais, desmonte de ferramentas do estado que dialogue e representa políticas como o MDA, SEPIR e SPM, mostrando com que veracidade quer acabar com direitos legalmente constituídos. Reafirmamos nosso direito de organização, ações e protestos, não permitiremos ser retirados os direitos à seguridade social no que tange a saúde, assistência e previdência com ataque sistemático em especial a previdência rural, propondo aumento de idade, igualar idades entre homens e mulheres, campo e cidade, bem como a desvinculação do salário mínimo ao benefício.

A aposentadoria, salário maternidade e pensões trás condições de vida digna às pessoas no período de fragilidade ou velhice. Além de garantir também uma circulação da economia em 70% dos municípios.

A previdência é fruto de muita luta das mulheres e homens da classe trabalhadora e dela não abriremos mão, nos manteremos vigilantes e alertas e já articuladas e organizadas para enfrentar toda e qualquer ofensiva de retirada de nossos direitos.

Da luta não fujo, na luta continuaremos!
Não ao golpe! Fora Temer!

Fonte: www.mmcbrasil.com.br

Comentários