Concerto nesta quarta inicia celebração dos 40 anos da Orquestra Sinfônica

Concerto nesta quarta inicia celebração dos 40 anos da Orquestra Sinfônica

FJA/RN21 mar 2016 15:32
FAPERN/RN
O Teatro Riachuelo será palco do primeiro concerto da temporada 2016 do Projeto Quartas Clássicas, realizada pela Orquestra Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN), que completa 40 anos de existência.
Sob a regência do maestro Linus Lerner, a apresentação será realizada nesta quarta-feira (23), a partir das 20h, e vai contar com a participação do solista Rucker Bezerra. 
 
A entrada para o espetáculo é gratuita e os interessados puderam adquirir os ingressos por meio de reserva prévia no site oficial da OSRN,  www.orquestrasinfonicadorn.com.br.
 
O formulário online para reserva esteve disponível nos dias 16 e 17 de março. Para aqueles que conseguiram garantir suas reservas no site, poderão retirar os ingresso do Lote Internet nos dias 21 e 22 na Fundação José Augusto (R. Jundiaí, 641 - Tirol, Natal - RN, 59020-120), das 14h às 16h30.
 
Somente o titular do CPF cadastrado no formulário do site poderá realizar a retirada do ingresso na Fundação José Augusto, sendo irrevogável para qualquer circunstância. Assim como também, os ingressos só serão distribuídos na Fundação José Augusto, entre os dias 21 e 22 de março, das 14h às 16:30, não será realizada a distribuição fora desse horário.
 
Ao todo, no primeiro lote, serão ofertados 510 ingressos. Cada CPF cadastrado no formulário da internet terá direito a dois ingressos. Para aqueles que não conseguiram fazer a reserva no formulário do site da Orquestra o Lote Bilheteria será distribuído a partir das 12h do dia 23 na bilheteria do Teatro Riachuelo.
 
Campanha de arrecadação
 
A temporada de 2016 da Orquestra Sinfônica esse ano conta com outra novidade, será realizada uma  campanha de arrecadação de livros que será contínua ao longo de todo o ano de 2016. A Fundação José Augusto - FJA, está ampliando o acervo das bibliotecas nas Casas de Cultura do Estado, e receberá doações de livros literários. Ao retirar o ingresso na FJA o voluntário poderá doar um livro literário para compor esse novo acervo das Casas de Cultura do Estado do Rio Grande do Norte. É uma ação opcional e voluntária, mas muito importante para a ampliação do acervo das bibliotecas das Casas de Cultura do RN.
 
A temporada de 2016 conta com o patrocínio do Cemitério e Crematório Morada da Paz, da  UNIMED por meio da Lei Municipal Djalma Maranhão e Prefeitura do Natal, da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) por meio da Lei Estadual Câmara Cascudo e do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, e do apoio do Teatro Riachuelo.
 
Solista convidado
 
Natural de João Pessoa, Rucker Bezerra de Queiroz iniciou seus estudos de violino em 1985 com Yerko Pinto, seu grande mestre, que o acompanhou até a conclusão do curso superior. Rucker é Bacharel em Violino pela UFPB e Mestre em Artes pela UNICAMP-SP. Em 1989, esteve na Itália e obteve nota máxima no exame de admissão do Conservatório Arrigo Boito de Parma. Em 1991, foi vencedor do XI Concurso Jovens Instrumentistas do Brasil em Piracicaba-SP, quando atuou como solista da Orquestra Sinfônica daquela cidade.
 
Entre 1993 e 1995, nos Estados Unidos, foi aluno de Andrzej Grabiec, discípulo de Henrik Szeryng. Nesse período apresentou-se com a Eastern Philarmonic Orchestra e realizou recitais de música brasileira. Em 1996, venceu o II Prêmio Paraíba de Música e foi considerado o melhor intérprete de música brasileira, o que lhe valeu o prêmio “Ibirapitanga” 1996. Atualmente, é professor de violino da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), 1º violino e diretor artístico do Quinteto Uirapuru e spalla da Orquestra Sinfônica da Paraíba graças ao convênio celebrado entre o Governo do Estado da Paraíba e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
 
História
 
A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte foi criada pelo do Decreto nº 6874 de março de 1976, assinado pelo então Governador Tarcísio Maia, através de iniciativa do, à época, Secretário de Educação e Cultura, Professor João Faustino, passando a pertencer aos quadros administrativos da mesma Secretaria.
O primeiro concerto foi realizado em 11 de março de 1977, e teve como maestro o pernambucano Mário Câncio Justo dos Santos, que organizou e regeu a orquestra por aproximadamente 10 anos. A orquestra começou com um quadro de 23 músicos efetivos, dos quais apenas cinco residiam na cidade do Natal, e executava um repertório barroco e camerístico.
O primeiro concurso público para ingresso na Orquestra Sinfônica acontece em 1988, na gestão do então Governador Geraldo Melo. Assim, a orquestra foi ampliada e passou a contar com 60 músicos. Nessa mesma época o violinista e professor Osvaldo D’Amore passou a ser o novo regente da orquestra, cargo no qual permaneceu por quase 20 anos.
A Orquestra desde então passou a realizar um profícuo trabalho apresentando concertos oficiais no Teatro Alberto Maranhão, concertos populares externos, concertos educativos para toda a rede de ensino, bem como, concertos especiais no interior do Estado. A OSRN tem três CDs gravados, dentre os quais um com a participação dos artistas Sivuca, Canhoto da Paraíba, Moraes Moreira e Henrique Cazes.
 
Diretores
Desde a sua fundação, a Orquestra Sinfônica contou com a colaboração de vários diretores administrativos. A primeira foi Zuleika Romano, que esteve no cargo durante todo o período do então maestro Mário Câncio. Posteriormente assumiram o cargo: Selma Sá, Diana Fontes, Olga Aranha, Deijair Borges, Candinha Bezerra, Gina Cavalcanti, Fidja Siqueira, Paulo Henrique de Lima (primeiro músico titular da OSRN a ocupar o cargo), Francisco José Alves, Maria das Dores, e atualmente Luiz Antonio Paiva (primeiro músico titular da OSRN escolhido diretamente por seus pares).
Em 2007 assumiu como regente da Orquestra Sinfônica o Maestro André Muniz; em 2011 assumiu por um curto período o Regente Pe. Pedro Ferreira; e em setembro de 2012 assumiu o atual Maestro Linus Lerner. Na atual temporada de 2013, a OSRN executa um projeto com regentes e solistas convidados, nacionais e internacionais, o que proporciona um crescimento musical imensurável para os músicos integrantes da OSRN, já que cada profissional convidado compartilha com a Orquestra sua concepção musical, sua experiência artística e sua interpretação para cada obra executada.
Atualmente a Orquestra conta com 60 músicos que ensaiam diariamente na Sala Tonheca Dantas no TAM, sede da OSRN, e continua com todo afinco a realizar um trabalho tanto educativo com a formação de novas plateias, quanto de difusão da música de qualidade, seja ela erudita ou popular. Um trabalho de suma importância para o desenvolvimento cultural do Estado.
 
Serviço
Concerto da Orquestra Sinfônica – Quartas Clássicas
Data: Quarta-feira (23)
Horário: 20h
Local: Teatro Riachuelo
Entrada gratuita com ingressos retirados pelo site e na bilheteria do Teatro Riachuelo

Fonte: http://www.cultura.rn.gov.br

Comentários