Às vésperas da realização do 3º Festival da Juventude Rural, aquece a mobilização nos estados e municípios

Estamos nos aproximando da realização do 3º Festival da Juventude Rural. A CONTAG, as Federações e Sindicatos estão no processo de preparação e mobilização para que essa ação seja um sucesso em quantidade de público e de qualidade. Estão sendo esperados, em Brasília, de 27 a 30 de abril desse ano, 5.000 jovens rurais de todo o Brasil e da América Latina.

“Estamos nos mobilizando e alguns estados ainda estão realizando os seus Festivais Estaduais para ajudar nesse processo de motivação”, explicou Mazé Morais, secretária de Jovens da CONTAG.

O Festival é um espaço formativo, propositivo e de valorização da cultura e do esporte, de troca de experiências, de fortalecimento da identidade juvenil e sindical e de integração da juventude rural latino-americana. “Na atual conjuntura, esse é um importante espaço para a juventude dizer o que quer, de pautar o governo, e de mostrarmos a nossa cara e o nosso sentimento. Portanto, esperamos que os(as) nossos(as) jovens estejam com essa mesma emoção e adrenalina que estamos nesse processo de preparação”, destacou Mazé.

Em meados de março, a Comissão Nacional de Jovens Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (CNJTTR) e a Direção da CONTAG entregarão a Carta Nacional da Juventude Rural ao governo federal. Este documento reunirá as demandas dos(as) jovens expressas pelas cinco cartas produzidas em cada Festival Regional, organizada por temas estruturantes, como terra e agroecologia; fortalecimento da agricultura familiar e organização da produção; educação do campo; jovens assalariados(as) rurais e o direito ao emprego decente; políticas de cultura, esporte e tecnologias de informação e comunicação; fortalecimento da democracia e participação social; igualdade de direitos para as jovens mulheres. A expectativa da juventude é que a Carta seja respondida pela presidenta Dilma Rousseff durante a realização do Festival. 

Neste espaço também será construído outro documento: a Carta Latino-Americana, que trará o acúmulo construído pelo Seminário Internacional, realizado em outubro de 2013. Esta carta demarcará as especificidades da juventude rural no contexto da América Latina, bem como o fortalecimento da agricultura familiar, camponesa e indígena e a importância de construir um continente mais justo e solidário. O objetivo da coordenação do Festival é de entregar este documento ao secretário-geral da FAO, José Graziano da Silva.

PREPARAÇÃO A preparação do 3º Festival da Juventude Rural está a todo vapor, com a reunião das equipes, da CNJTTR, de contratação de serviços, de produção de materiais de divulgação, de organização de cada momento da programação, e de inscrição da juventude participante.

No site da CONTAG já consta um banner do Festival, com informações e peças para divulgar a ação. O(a) jovem interessado em participar deve procurar a Federação ou o Sindicato do seu município. A inscrição será prévia, em um sistema informatizado no site da CONTAG e realizada pelos estados.

No entanto, Mazé alerta quanto ao papel de todo o movimento sindical nesse processo de preparação e mobilização dos(as) jovens para o Festival. “Essa é uma ação de massa de todo o MSTTR e não só da juventude. Precisamos trabalhar conjuntamente e dar a ela a importância e visibilidade que merece”, ressaltou a secretária.


FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG - Verônica Tozzi

Comentários